Flores de Bach e suas indicações - Bach flower therapy

Anonim

Terapia com flores de Bach

Terapia com flores de Bach

Terapia com flores de Bach

Vida e obra de Edward Bach Principles of Bach flower therapy and Bach flowers
  • Vida e obra de Edward Bach
  • Princípios da terapia floral de Bach
  • Flores de Bach e suas indicações

Flores de Bach e suas indicações

As flores selecionadas por Edward Bach são 39. Entre esses dois remédios, um não botânico chamado Rock Water (Rock Rock), proveniente de uma fonte não contaminada, expressão de pureza, o outro composto por cinco flores associadas a um fórmula única e chamada Rescue Remedy. Eles estão listados abaixo, juntamente com a descrição dos assuntos para os quais são indicados.

Agrimônia (Agrimonia eupatoria) A aparente serenidade esconde ansiedades. O remédio é adequado para pessoas dispostas a fazer fortes compromissos para "serem deixadas em paz", com inquietação interior, alegres, joviais e sociáveis, mas distraídas, não perseverantes, que mascaram seus problemas se engajando em muitas frentes e em interesses diferentes. Ação excessiva e lazer constante são usados ​​para escapar da ansiedade. Eles têm medo do presente e, acima de tudo, do futuro; eles estão ativos, sempre "na pista". Eles podem sofrer um fascínio pelo ocultismo e pela magia, sendo influenciados por eles.

Aspen (Populus tremula) É indicado para o sujeito hipersensível, que absorve facilmente as "energias" do ambiente e pode ser atingido por ansiedades vagas e inexplicáveis, ansiedades projetivas e desproporcionais, presságios de perigo iminente, estados de obsessividade neurótica, fantasias, superstição, charme para o ocultismo, medo do escuro, crise de pânico e sonhos angustiantes.

Faia (Fagus sylvatica) Dirigida a sujeitos críticos, insatisfeitos e irritáveis, que não toleram erros e limitações de outros, que às vezes apresentam reações exageradas e desenvolvem rigidez e preconceitos. Pignoli, perfeccionista, inflexível, às vezes quer dizer, corrige os outros de acordo com seu próprio modelo de idéias, desenvolve análises incansáveis ​​da realidade que os cerca, desenvolvendo uma rigidez de pensamento com a qual todos devem obedecer e uma falta de compartilhamento. No interior, eles são tensos e endurecidos.

Centaury (Centaurium umbellatus) Para assuntos tímidos, calmos, calmos e gentis com vontade fraca. Eles querem ajudar os outros sacrificando-se de todas as maneiras, até que se tornem submissos ou servis. Eles se voltam para os desejos dos outros e tornam-se compatíveis até esquecerem seus objetivos e emoções. De natureza generosa, eles são explorados por personalidades mais fortes e se sobrecarregam exigindo muito de suas energias. Eles não têm "força para ousar" e têm baixa auto-estima. Eles costumam sofrer de fadiga.

Cerato (Ceratostigma wilmottiana) A pessoa a quem se dirige carece de confiança nas intuições e habilidades, dando uma importância excessiva à opinião dos outros. Imita e não escolhe independentemente; desorientado, incapaz de definir por si mesmo o justo e o injusto. Ele se apega demais às convenções sociais ou ao grupo a que pertence, e por isso ama tudo o que está na moda. Ele sente falta de oportunidades importantes e sente que está perdendo tempo. Insatisfeito, ingênuo, às vezes estúpido, ele repete perguntas triviais em busca de uma segurança que não consegue encontrar.

Ameixa de cereja (Prunus cerasifera) Para quem se sente desesperado e tem medo de perder os sentidos: com uma mente sobrecarregada, quase toca o colapso nervoso e pode pensar em acabar com ele. Ele tem explosões de raiva e o sentimento de enlouquecer, de explodir. Ele tem pensamentos obsessivos, sem saída, e não consegue relaxar; ele se sente isolado do mundo.

Botão de castanha (Aesculus hippocastanum) Indicado para aqueles que tendem a repetir os mesmos erros, mesmo quando têm uma percepção clara do problema. Lento para aprender, ele sempre chega atrasado para entender, para fazer sentido de si mesmo. Ele não pode tirar proveito das situações e experiências e, por esse motivo, tem novas experiências contínuas, com pouca consciência. Ele realiza atos precipitados e desordenados, com brigas e dificuldades. Pode ser brilhante e despreocupado, mas sempre em fuga.

Chicória (Cichorium intybus) O sujeito cultiva o amor materno, íntimo e exclusivo. É um sentinela exigente sobre as necessidades, desejos e movimentos de familiares e amigos. Observe, proponha, correção. Ele corrige contínua e amorosamente o que considera errado, a fim de criar e manter uma atmosfera calorosa e acolhedora. Impõe sua doce generosidade. Possessivo e afetuoso, emocionalmente chantageado, como uma mãe carinhosa.

Clematis (Clematis vitalba) Para indivíduos que fogem da realidade com sonhos, ausências, distrações. De memória insuficiente, eles estão desinteressados ​​no presente e indiferentes ao que acontece. Eles cultivam fantasias românticas e lânguidas, sempre imaginando outra condição melhor, ideal, idílica. Eles não fazem nenhum esforço para mudar sua situação, pois precisam apenas fantasiar. Eles acusam fraqueza e sonolência; com o tempo, eles podem permanecer em uma atração mórbida pela morte. Eles inventam sem aplicativo e são criativos não realizados.

Maçã (Malus pumilia) O assunto é internamente sujo, impuro, culpado. Escrupuloso para detalhes, ele tem uma necessidade imperiosa de limpeza, ordem, perfeição, que é seguida de repulsa por doenças, maus alimentos, ambientes poluídos. Ele desenvolve uma idéia negativa de sua imagem física e pode tender a anorexia ou, pelo contrário, obesidade. Ele nunca está em paz consigo mesmo e constantemente confronta os outros, vendo-os melhores e inacessíveis. Ele sente uma forte necessidade de higiene espiritual.

Elm (Ulmus procera) Adequado para aqueles que têm a sensação temporária de não estarem à altura de suas responsabilidades. Ele sempre faz um bom trabalho, adaptado às circunstâncias, mas duvida e oscila em estados de incerteza; é oprimido pelo peso do dever. Em personagens fortes, a autoconfiança entra em colapso por um momento. O sujeito pode atravessar um passageiro desanimado e, se cansado, hesita. Um projeto segue, respondendo à vocação que ele sente importante, útil para a humanidade e gostaria de fazer mais.

Genciana (gentiana amarella) Para quem é fácil desanimar, é derrubado por pequenas falhas, dúvida, falta de fé. Pessimista e cético, ele expressa dúvidas, vê preto. Desapontado com as muitas dificuldades, ele analisa e se pergunta, com resultados decepcionantes. O menor engate diário ou a falta de melhoria na cura causam confusão e incerteza sobre o sucesso. Ele não vê progresso claramente.

Gorse (Ulex europaeus) Indicado para pessoas que renunciaram e que obtiveram uma grande renúncia estagnada. O sujeito não pode imaginar uma mudança e não tem forças para começar de novo. Tudo lhe parece inútil. Aceite terapias sem acreditar no sucesso. Presa de uma doença crônica, sem esperança de recuperação, ela ouve o otimismo dos outros, mostra-se adaptada a ela, mas em seu coração cultiva certeza negativa.

Heather (Calluna vulgaris) O sujeito deseja a atenção dos outros. Autocentrado, ele precisa se voltar para uma "audiência". Ele fala de si mesmo para alguém e ele não pode ficar sozinho. Seus problemas estão no centro de tudo; ele é um mau ouvinte. Pessoa em geral de aparência sólida, robusta, jovial e pragmática, está atento a todos os detalhes, racionalista convencido. Segurança encontrada em seu bem-estar geral histórico. Todo pequeno distúrbio, todo sintoma assume uma importância séria, até a hipocondria.

Holly (Ilex aquifolium) O sujeito tem fortes sentimentos de ódio, raiva, inveja, suspeita, vingança, ofensa e sofre com essa abordagem aos outros, sentindo descontentamento e frustração. O coração está endurecido. Ele teme o julgamento e observa o comportamento e o humor dos outros com uma atitude crítica e defensiva. Ele sente que é continuamente escarnecido e ofendido, e vê apenas o lado negativo das situações e das pessoas.

Madressilva (Lonicera caprifolium) Indicada para quem cultiva a nostalgia do passado, o épico romântico da vida passada, a melancolia dos "bons e velhos tempos". Não aceita a perda de lugares, fatos, pessoas, animais, objetos queridos e lamenta as ambições não realizadas. Justifique o baixo sucesso atual com a comparação inversa; da mesma forma, ele tem um julgamento severo sobre o tempo presente e a degradação do traje e da época. Ele tem pouco interesse no presente.

Hornbeam (Carpinus betulus) O sujeito acusa fadiga mental e carece de força física e psicológica para lidar com a vida cotidiana. Ele sente que não é forte o suficiente, capaz de suportar o peso da realidade. Os problemas comuns de administração parecem intransponíveis, mesmo que lidem com eles com capacidade total. Ele deseja ficar na cama para recuperar a energia necessária para avançar. Sem impulso, usa estimulantes. Ele tem pouca motivação no trabalho. O remédio é indicado nos estados de convalescença.

Impatiens (Impatiens glandulifera) Indicado na presença de problemas como impaciência, tensão mental, irritabilidade. O sujeito não pode manter laços estreitos, ele é autônomo em pensamento e ação. Apressado, ele não tem tempo a perder. Tudo deve fluir sem problemas e rapidamente. Crítico e não gosta de pessoas lentas. Ele detesta contratempos, evita lazeres e compromissos sem propósito pragmático. Faça objetivos. Ele mal pode esperar. Frequentemente atrasado devido à agenda muito densa, ele é independente e trabalha no seu próprio ritmo; trava.

Larício (Larix decidua) O sujeito prediz falha. Ele não tem autoconfiança e possui um complexo de inferioridade em relação aos outros, dos quais admira o que não acredita que possa alcançar. Imagine falhas, mesmo quando pode ter sucesso. Ele desiste diante das dificuldades. Pouco perseverante, ele perde suas chances. Ele não gosta de riscos e tudo o que expõe a situações pouco claras ou possivelmente embaraçosas.

Mimulus (Mimulus guttatus) Indicado para quem tem medo do mundo. Hipersensível, imagine mais perigos do que reais. Possui fobias específicas: altura, escuridão, morte, multidão, acidentes, ruína financeira, doenças, solidão, animais, frio, notícias. Esconde seus medos e não os compartilha facilmente com os outros.

Mostarda (Sinapis arvensis) No abismo da depressão, o sujeito não vê luz, futuro, alegria, felicidade e percebe apenas o lado negativo das situações. Ele recusa toda a diversão e mora em sua condição implacavelmente, estabelecendo-se de uma maneira mórbida e "infectando" seu ambiente com humor negro. A profunda melancolia não parece ligada a uma causa aparente. Ele sofre e chora sem alívio. Interprete a dor do universo.

Carvalho (Quercus robur) Embora convencido de que nunca se cura perfeitamente, ele continua a lutar corajosamente. Irritado por ser enfermo, ele detesta sua condição de sofrimento. Ele se sente desconfortável com a perturbação que causa aos outros por causa dos problemas relacionados ao seu estado de doença, assumindo a responsabilidade por essa situação; no entanto, ele permanece forte, fiel ao dever, tenaz, confiável, nunca desiste. Perseverar contra a adversidade até a exaustão. Também luta quando a situação é desesperadora e, por esse motivo, às vezes abusa de suas forças.

Azeitona (Olea europaea) Indicada para quem sofre muito de sentimentos e corpo. Exausto, exausto, ele ficou sem recursos. Ele declara rendição após uma longa luta, estresse severo ou doença e só quer descansar. A vida lhe parece um trabalho árduo, sem o menor interesse, apenas uma fonte de comprometimento e responsabilidade. Falta o desejo de fazer qualquer coisa e existe um imenso cansaço espiritual.

Pinheiro (Pinus sylvestris) O sujeito tem culpa e autopiedade, censurando-se por tudo. O excesso de humildade faz com que ele sinta que não merece nada. Insatisfeito, ele também se sente responsável pelos erros dos outros e, quando tem mais sorte do que os outros, sofre. Trabalhador, ele não tem sucesso, pois está convencido de que poderia ter feito melhor.

Castanha Vermelha (Aesculus carnea) Para as pessoas que têm ansiedade e medo pelo destino do próximo, elas antecipam problemas, acidentes, as piores situações. Eles cuidam dos problemas do mundo e imaginam doenças terríveis por trás do desconforto de todos os outros. Eles cultivam laços muito próximos e não se preocupam com suas próprias preocupações, pois sempre dão precedência ao outro. Sua generosidade tem algo pessimista, não resolvido e nunca leva à pacificação interior. Todos os dias pode ocorrer um infortúnio que envolve família, entes queridos, amigos e conhecidos.

Rock Rose (Helianthemum nummularium) Remédio de emergência, primeiros socorros em caso de terror e pânico. O sujeito para o qual é indicado tem angústia física ou espiritual aguda, medo, horror e é louco de medo. Os sintomas são repentinos e dominantes, e incluem pesadelos, histeria, perda de controle. Rock Rose é útil para acidentes, choques, doenças agudas. Se o paciente estiver inconsciente, ele poderá ser tratado umedecendo os lábios com a flor, também misturada com outros remédios de emergência.

Água de rocha (Aqua petra) O remédio vem de uma fonte não contaminada, cheia de princípios naturais relacionados à pureza, transparência, autenticidade e sinceridade. Útil no assunto muito grave, fundamentalista. Ele desenvolve concepções rígidas e inflexíveis e vive de acordo com teorias e dogmas aos quais se dedica totalmente. Ele reprimiu necessidades, está sujeito a fortes renúncias porque teme que a alegria e o prazer possam impedir seu progresso. Ele atribui grande importância à aptidão física e à saúde. Às vezes, ele se torna fanático, forçando a si e à sua família a disciplina estrita e regras obrigatórias. Ele tem o desejo de ser um guia e professor para os outros.

Scleranthus (Scleranthus annuus) O sujeito, indeciso, não pode tomar uma decisão clara; por esse motivo, o remédio é útil nos momentos de escolha, quando alguém é incerto entre duas maneiras, consideradas certas e adequadas. Geralmente ele é uma pessoa tranquila, pacífica, pacífica. Não possui um centro de gravidade estável e, portanto, é influenciado pela opinião e conselhos de outras pessoas. Ele silenciosamente suporta dificuldades e tende a não quebrar situações consolidadas. Ele flutua de humor e opiniões, dependendo do ar que atrai para o ambiente, pula de um tópico para outro, hesita e perde oportunidades preciosas. Seus segundos pensamentos não envolvem uma solução ativa.

Estrela de Belém (Ornithogalum umbellatum) O remédio cura a necessidade de consolo e é útil após choques físicos, mentais, espirituais ou após dores, acidentes, más notícias, luto. As experiências negativas deixam um longo rastro de infelicidade e o indivíduo a quem esse remédio é dirigido demora a reagir, incapaz de se recuperar de decepções ou perdas afetivas.

Castanha-doce (Castanea sativa) O sujeito às vezes cai no redemoinho de desespero e desespero. Naquele momento, ele parece ter atingido o limite extremo da tolerância humana e não vê mais uma saída, nenhum amor e luz, apenas destruição, ruínas, desânimo. Não é um estado crônico, nem é uma depressão constante, é uma queda vertical repentina, o que implica uma sensação dramática de ausência de uma rede de segurança.

Vervain (Verbena officinalis) Adequado para quem vive de princípios e crenças fortes e é muito bem estruturado e organizado. Esse assunto executa tudo na perfeição e com resultados evidentes, é forte, entusiasmado, dominante, centralizador. Ele dirige, é apaixonado, quer se converter, tenta convencer os outros de seu estilo de vida e ponto de vista, é dotado de sólida vontade e coragem operacional. Capaz de sacrifícios importantes, ele é um "construtor de empresas", mas às vezes exagera: quando adoece, ele não suspende o trabalho e os compromissos e só desiste quando acaba toda a energia.

Vinha (Vitis vinifera) Para o indivíduo talentoso, capaz, competente, consciente de seu próprio valor, impulsionado por uma ambição que tende a dominar. Dada sua confiança, ele está convencido de que outras pessoas, a fim de ter sucesso na vida ou no trabalho, devem seguir seus conselhos e diretrizes. Ele aspira ao poder e é um "pequeno tirano" na empresa ou em casa. Em caso de necessidade, isso demonstra ser de grande ajuda para as pessoas ao seu redor. Abnegação é o seu lema. Ele pode se tornar arrogante, severo, hostil, a ponto de exigir obediência cega. Ele desempenha o papel de líder, sem duvidar de seu próprio destino como chefe; dirige e organiza.

Noz (Juglans regia) O sujeito tem ambições, ideais e projetos bem definidos e consegue alcançá-los; no entanto, apesar desse entusiasmo, é facilmente influenciado por circunstâncias externas nas fases da mudança da vida e nos momentos de escolha. É condicionada sobretudo por pessoas que ele acredita serem carismáticas ou cuja autoridade intelectual, econômica ou social ele sente. Isso pode distraí-lo de seus próprios planos e objetivos, colocando-o em crise e, nesse caso, ele se torna inconstante e desorientado. Ele tem dificuldade em romper com modelos antigos para modelos novos.

Violeta aquática (Hottonia palustris) O assunto geralmente é gentil, silencioso, refinado, dotado de uma elegância particular, tanto na mente quanto no corpo. Ele leva sua vida com convicção calma e determinação capaz. Ele gosta de ficar sozinho, envolvido em boa leitura e atividades intelectuais, artesanais ou domésticas, é reservado e orgulhoso, tem senso de autonomia e desenvolve certa superioridade isoladamente. Introvertido, teimoso, ele não gosta de intrusões, ele sempre mantém uma certa distância dos outros, até dos membros da família e daqueles que ama. Auto-suficiente, mesmo no caso de doença, ela permanece em silêncio, sem ajuda e reclamações.

Castanha Branca (Aesculus hippocastanum) O sujeito tem sua mente invadida incansavelmente pelos mesmos pensamentos, que retornam continuamente; ele sente interferências externas que perturbam sua paz interior, pensa e se preocupa incansavelmente, medita, sente ecos em sua cabeça e não encontra solução para os problemas. O interesse no presente e no real não é forte o suficiente para produzir um caminho a seguir. Não reconhece as diferenças entre os aspectos agradáveis ​​e desagradáveis ​​da vida cotidiana.

Aveia Selvagem (Bromus ramosus) Para quem quer alcançar algo importante na vida, tem ambição e se perde em projetos teóricos, mesmo em sonhos de grandeza. Essa pessoa não pode identificar seus objetivos, é incapaz de decidir qual caminho seguir ou frequentemente muda a direção do seu interesse. Ele não se ocupa de um emprego satisfatório e definido, não tem certeza de sua carreira. Ambição e talento são dispersos sem resultado e o desperdício de oportunidades o leva facilmente a situações improvisadas, nunca satisfatórias.

Rosa selvagem (Rosa canina) O sujeito se resigna com muita facilidade ao que está acontecendo, leva as coisas à medida que elas chegam, sem fazer nenhum esforço para mudar sua situação, desenvolve apatia e um certo fatalismo. Ele desliza pela vida, em vez de ser ativado, desiste. Ele não reclama, ele simplesmente aceita essa falta de interesse e vive para o dia. Desista do compromisso, mesmo quando vale a pena. Tudo flui para ele de uma maneira monótona e passiva.

Salgueiro (Salix vitellina) Para aqueles que sofreram por causa da má sorte ou das principais causas, sentem raiva e ressentimento pelas adversidades sofridas, sentem-se "vítimas do destino" e pensam que ele mereceria mais; para ele, é sempre culpa dos outros ou das circunstâncias. Sempre de mau humor e insatisfeito, ele é endurecido pela vida e se torna egoísta, pronto para receber e nunca dar. Inveja a alegria e o sucesso dos outros.

Remédio de resgate, remédio composto (Ameixa de cereja, Clematis, Impatiens, Rosa dos Rochedos, Estrela de Belém). Este remédio deve ser usado em emergências e choques: desastres financeiros e notícias chocantes, experiências traumáticas, sintomas difíceis ou muito desagradáveis, assustadores, agudos e fortes, após acidentes de trânsito, notícias de luto ou separação, em condições de grave gravidade. estresse, quando existe medo de perder o controle e em preparação para cirurgia ou parto (quando esses eventos são fonte de ansiedade excessiva).

Voltar ao menu